sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Capacete Rosa

Essa 'moda' de capacete rosa me deixa um tanto com medo. As mulheres que usam esses capacetes quando andam de moto parecem vindas de alguma produção paraguaia de Power Rangers com mulheres gordas.
Mas, como tudo tem algum significado, ainda que implícito, deixo aqui a minha teoria:
(Praticamente) nenhum motorista gosta de motoqueiros, ainda mais em grandes centros, onde eles são responsáveis por espelhos arrancados, ultrapassagens malucas e o escambau.
As mulheres, cada vez mais independentes, vêm nos últimos anos adquirindo seus veículos, suas motos, suas Bis (hehe), e estão cada vez mais presentes como motoqueiras nas ruas das cidades.
A cor cor-de-rosa desde os primórdios da civilização é o símbolo do feminino; as bonecas usam roupas cor-de-rosa (vide a Barbie, que até a casa daquela anoréxica de plástico é rosa), as mães enfiam goela abaixo vestidinhos cor-de-rosa nas filhas, enfim.
Com os (cafonas) capacetes rosa, as mulheres buscam não apenas mostrar sua feminilidade em cima de uma moto, mas sim, gritar para os outros transeuntes “oi, eu sou mulher, não vou arrancar seu espelho” ou “olha, sou mulher, então não me dá uma fechada, porra!”. É uma ótima maneira de se aproveitar do machismo que ainda anda por aí.
O capacete cor-de-rosa é um item de segurança duplo: protege a motoqueira de acidentes, traumatismos, enfim, e a protege psicologicamente, e implicitamente, de ser confundida com um motoboy, ou aquele motoqueiro xexelento que sempre que pode te dá uma fechada, estoura o cano na sua cara ou quase te mata atropelado.
As mulheres são mais responsáveis nos volantes e já conseguiram provar isso. Agora é a vez de elas provarem que são mais responsáveis no guidon das motocicletas, e a melhor maneira de provarem isso é usando o dito capacete rosa já que os capacetes comuns acarretam certa impessoalidade a qualquer motoqueiro.
Nota: mulheres de capacete rosa, não emprestem sua moto para seu namorado ou irmão mais velho a não ser que você tenha um capacete reserva em cores 'normais', porque homem vestindo rosa ainda vá, mas homem com bermudão, camiseta de futebol e capacete cor-de-rosa é produção gay tupiniquim de baixo custo de Changeman.

3 comentários:

Carolina disse...

muito bom...olha, vc deveria entrevistar essas mulheres decaapcete ROSA... será que todas pensam dessa forma?

Julian Bohrz disse...

se eu fosse motoboy usaria um capacete rosa só pra ser confundido com uma mulher e poder sair por aí destruindo retrovisores e botando a culpa na tpm.

Nanda disse...

Achei de muito mal gosto seu post sobre capacete rosa. Sou mulher tenho capacete rosa e piloto minha CB500, escolhi o capacete rosa não como meio de "defesa" como você disse mas por que achei que o capacete era bonito e em conjunto com a moto robusta demonstrava parte da minha personalidade, agressiva sem perder a femininidade.